Notícias de Última Hora

Taxistas se passaram por passageiros do Uber em Porto Alegre para agredir motorista


Você está em - Home - Noticias - Taxistas se passaram por passageiros do Uber em Porto Alegre para agredir motorista

Motorista do Uber em Porto Alegre é agredidoTrês dos cinco veículos apreendidos pela EPTC operando com o Uber, em Porto Alegre, tinham taxistas se passando por passageiros. É o que descobriu o titular da 1ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Rodrigo Pohlmann Garcia, na investigação que apura a agressão de taxistas a um motorista do Uber, ocorrida na última quinta-feira (26). Foi dessa maneira que o condutor Bráulio Pelegrini Escobar, 41 anos, foi chamado para uma corrida na Avenida Cristovão Colombo por um taxista de 29 anos antes de ser agredido.

Em seguida, o carro foi em direção a Avenida Protásio Alves, onde ocorria uma blitz da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). A intenção, segundo o delegado, era que o motorista do Uber fosse abordado. "O passageiro insistiu para que ele passasse por ali, alterou os ânimos e insistiu que ele passasse por ali. Falou que um colega dele estaria em seguida com malas."

Entretanto, quando passaram pelo local a fiscalização já tinha terminado. "Quando o passageiro viu isso, ele fica mais nervoso e abre a janela do passageiro. Segundo o motorista, ele faz gestos para chamar atenção, mas sem sucesso", relata o delegado. O carro prossegue e o segundo passageiro, ainda não foi identificado, entra no automóvel. "Ele não estava de malas e sobe de chinelos, o que chamou a atenção do motorista.
Motorista que trabalhava pelo Uber foi agredido por taxistas (Foto: Rosa Ramos/ Arquivo Pessoal)
Motorista que trabalhava pelo Uber foi agredido
por taxistas (Foto: Rosa Ramos/ Arquivo Pessoal)
Neste momento, Escobar desconfiou que um deles fosse agente de trânsito. Após a blitz, os dois homens demonstram não saber para onde ir. Segundo o delegado, eles iriam buscar mais um passageiro, sem dar um destino definido. "Só que o terceiro indivíduo se mostrou relutante em dar endereço", conta Pohlmann. Pouco tempo depois, os dois pedem para serem levados até Avenida Elias Cirne e Lima, próximo do Campo da Tuca.

Os dois passageiros descem no carro para conversar com o terceiro homem, que também não foi ainda identificado. Neste momento, o motorista do Uber tenta sair do local. "Ele vai tentando sair devagarzinho, mas os dois homens percebem e voltam para o carro." Em seguida, os dois pedem para ir em direção ao supermercado, na Avenida Bento Gonçalves, onde iriam "comprar carne", segundo o delegado.

Neste momento, o motorista do Uber achou que fosse assaltado. Para o delegado, ele explicou que tinha recebido a orientação para fazer embarque ou desembarque próximo de pontos de táxis, para evitar confrontos. Por insistência, Escobar se deslocou para dentro do estacionamento, onde ocorreu as agressões.

O outro homem preso, de 34 anos, não estava no carro do Uber. Ainda não se sabe quem seria o outro passageiro. O delegado espera receber ainda na tarde desta segunda-feira as imagens do sistema de câmera do supermercado. Já o inquérito deve ser concluído até sexta-feira.

Fonte: G1 / http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2015/11/taxistas-se-passaram-por-passageiros-do-uber-em-porto-alegre-diz-policia.html









Comentários

Nenhum Comentario postado