Notícias de Última Hora

Respostas dos candidatos sobre mobilidade urbana [assunto: Região Metropolitana]


Você está em - Home - Noticias - Respostas dos candidatos sobre mobilidade urbana [assunto: Região Metropolitana]

 

Numa iniciativa pioneira, as duas páginas relacionadas a mobilidade urbana, Belém Trânsito e Belém Infraestrutura e Mobilidade formularam perguntas, com base em sugestões enviadas pelos seus seguidores, para os principais candidatos a Prefeitura de Belém, sobre variados temas em torno da Mobilidade Urbana.

Dividimos as respostas em 9 posts, o número de assuntos relativos a mobilidade, onde cada post terá as respostas de cada candidato relativo ao subtema tratado dentro da mobilidade urbana.

Nosso segundo post é sobre Integração da Região Metropolitana de Belém.

Esta iniciativa tem como princípio fomentar o debate democrático e ajudar o seguidor/leitor/eleitor a, com menos em um dos vários assuntos que contemplam a gestão municipal, escolher seu candidato com base nos anseios que a sociedade tem, ao elegê-los.

Do fundo do coração, esperamos que gostem.

Equipe BT. 


 

 Nossas perguntas:

A Região Metropolitana de Belém, juntamente com a RM de Salvador, foram as metrópoles brasileiras em que o tempo de deslocamento casa-trabalho e casa-estudo mais aumentou segundo dados censitários recentes.

Considerando que os problemas da mobilidade urbana em Belém não estão restritos apenas à capital, já que o trânsito dentro de Belém é fortemente influenciado pela interação com os municípios que compõem a Região Metropolitana, ​o candidado se compromete
em colaborar com os municípios da RMB e com o Governo do Estado no trato dessa questão? Principalmente no que diz respeito a implantação do BRT - Metropolitano? 
Relacionando com o atual sistema de transporte público, a previsão do BRT e as medidas de sua candidatura, exponha sua proposta para redução do tempo e melhoria de qualidade do sistema público de transporte. 

Sua candidatura fará cooperação com outras Prefeituras da Região Metropolitana para gerenciar problemas tipicamente compartilhados, como transporte público e lixo? Tem consórcio público previsto? Informe detalhes das propostas.

Respostas dos candidatos:


 

Resposta [Éder Mauro]

"Através da utilização do bilhete único, os usuários de ônibus de toda região metropolitana poderão, com pagamento de uma única passagem, acessar todos os mais de 2 mil veículos que transitam em toda região metropolitana de Belém."


 

Resposta [Edmilson]

Nota: A assessoria decidiu fazer um vídeo ao vivo na página oficial do candidato, mesclando perguntas de seus próprios seguidores e perguntas do @belemtransito, sendo que algumas perguntas foram cortadas do enunciado oficial, elaboradas por nós.

 


 

Resposta [Úrsula]

"Cooperar com outras prefeituras da RMB não é uma opção para a prefeitura de Belém: é uma obrigação. Nas cidades da RMB moram as pessoas que viabilizam Belém com seu trabalho e dão à nossa cidade o status que detém. Claro que esta centralidade de Belém também se traduz em óbices como a saturação de certos serviços públicos, mas a cidade não pode se isentar de sua responsabilidade como principal e mais capacitado ator nesse processo. Estabelecer consórcios públicos para tal, portanto, é básico.

A melhoria em índices como o tempo de trajeto advirá da capacidade que a prefeitura terá de operar o BRT com eficiência. Se a implantação das características que fazem de um BRT um BRT (central de operações, semaforização eletrônica, informação ao usuário, etc) não for realizada e o novo sistema for tratado como um ônibus de luxo – como vem acontecendo até aqui - não ocorrerão as melhorias desejadas.

Outros aspectos que podem ajudar a alcançar melhores resultados é debruçar-se também sobre questões micro, como buscar compreender gargalos no sistema atual. São, por exemplo, pontos críticos de engarrafamento causados por condutas inapropriadas de motoristas, falta de fiscalização da Semob, manutenção insuficiente das vias, etc. Se várias ações menores contribuírem, a importância do BRT poderá ser diluída e um sistema mais resiliente e funcional será capaz de funcionar."


  

Resposta [Maneschy]

"A dinâmica metropolitana impacta diretamente no sistema de transporte do município de Belém. Alterações do uso do solo, como por exemplo, a inauguração de um novo shopping center, pode afetar de forma significativa a quantidade e o perfil de viagens das cidades da região metropolitana de Belém. Os deslocamentos urbanos ultrapassam os limites administrativos dos municípios e a gestão dos sistemas de transporte devem ser integradas.    Uma gestão inteligente é hoje a única forma de garantir a competitividade e sustentabilidade das cidades. Vamos trabalhar de forma integrada com os demais municípios e Governo do Estado. O professor Maneschy é reconhecido pela sua capacidade de gestão e articulação e com certeza vai ter um bom desempenho neste papel.

Para melhoria da qualidade do sistema de transporte público, propomos a conclusão dos sistemas BRTs em fase de construção, parcerias para implantação do BRT metropolitano e implantação de corredores de transporte. Para redução dos tempos de viagem e melhoria da mobilidade na cidade, precisamos qualificar o sistema de transportes público, de investimentos em sinalização, modernização semafórica, maior fiscalização e controle, programas educacionais permanentes, integração do modal hidroviário com o sistema de transporte público terrestre, ampliação da rede cicloviária, regulamentação da carga/descarga, etc. É necessário um conjunto de ações articuladas para a melhoria da mobilidade urbana em Belém."


  

Resposta [Regina]

Nota: Assessoria da candidata recebeu as perguntas e confirmou recebimento, contudo, não respondeu às nossas demandas, infelizmente, empobrecendo o debate.


 

Resposta [Zenaldo]

Nota: Assessoria da candidata recebeu as perguntas e confirmou recebimento, contudo, alegando motivos de agenda, decidiu por responder apenas 4 temas dos 9 relacionados por nós. Veremos nos posts a seguir.


 









Comentários

Nenhum Comentario postado