/

Agentes da Rotam serão investigados após celebrarem soltura de policiais investigados por estupro e tortura

Promotoria de Justiça irá instaurar inquérito para investigar apologia ao crime

Começar

Uma guarnição da Ronda Tática Metropolitana (Rotam) de Belém virou alvo de inquérito após celebrarem a soltura de agentes presos acusados pelos crimes de tortura e estupro. Vídeos do momento foram gravados e o grupo de militares faz gritos de guerra com palavras que exaltam o crime. 

Vídeo da celebração dos agentes da Rotam

A promotoria de Justiça Militar informou que vai investigar se houve apologia ao crime e um inquérito será instaurado.

Os quatro agentes que foram soltos estão sendo investigados sob acusação de estuprar e torturar uma jovem de 18 anos em Ananindeua. As investigações estão sob sigilo. A promotoria diz que eles foram soltos após a instrução e utilizarão tornozeleira eletrônica para serem monitorados.

A promotoria disse que vai analisar a possibilidade de pedir o afastamento de toda a guarnição por conta da celebração em que proferiram palavras que exaltam o crime. A PM disse que não compactua com os desvios de conduta por parte dos seus agentes e que todas as denúncias são apuradas com o máximo rigor.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD