//

Anvisa aprova vacinação de crianças de cinco a 11 anos com Pfizer

Começar

Foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o uso emergencial em crianças da vacina contra a covid-19 da fabricante Pfizer. O anúncio foi feito na manhã de hoje, 16, pelos diretores técnicos da agência reguladora.

A vacina poderá ser aplicada em crianças com idades entre cinco e 11 anos. A aplicação terá um terço da fórmula já aplicada no Brasil para adolescentes acima de 12 anos de idade.

A determinação é de duas doses por criança, com intervalo de 21 dias entre as aplicações.

Estudos s Anvisa apontam que a vacina fabricada pela Pfizer, aplicada em duas doses, pode auxiliar na prevenção de casos mais graves da Covid-19 em crianças.

A dose é diferente da aplicada em adultos, ou seja, não se pode aplicar a vacina tradicional em crianças de forma diluída, por a dosagem usada em pessoas a cima de 12 anos é alta. São 30 microgramas, diferente da dosagem infantil que é de 10 microgramas. Haverá diferenças nos frascos para evitar confusão.
A vacina da Pfizer aplicada em adolescentes e adultos possui a dosagem alta, de 30 microgramas. Já a das crianças terá 10 microgramas. Além disso, o frasco possui características e cores diferentes, para que não haja confusão das equipes de saúde. A dos adultos e adolescentes é roxa, e a das crianças é com tampa laranja.

Segundo a Anvisa, a criança que completar 12 anos entre a primeira e a segunda dose, deve manter a dose pediátrica da vacina.

Apesar da decisão a vacinação em crianças ainda não será iniciada imediatamente. O Brasil ainda não possui a vacina específica para a faixa etária.

O Ministério da Saúde, responsável pela operacionalização da vacinação, ainda não se manifestou oficialmente. Mas, ainda hoje, a resolução que autoriza a vacinação nessa faixa etária será publicada no Diário Oficial da União.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD