/

Bolsonaro replica fake news dizendo que vacina contra a covid-19 causa HIV

Começar

O presidente da república Jair Bolsonaro em sua live semanal, na última quinta-feira, 21, aqueceu novamente a fake news compartilhada por um portal no Reino Unido que afirma que pessoas totalmente vacinadas contra a covid-19, desenvolveram a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (HIV). A citação da notícia falsa, feita por Bolsonaro, provocou reações de políticos e cientistas que aproveitaram as mídias sociais para desmentir a informação repassada por ele. 

Em live o presidente fala “só vou dar a notícia, não vou comentar, já falei sobre isso no passado, apanhei muito”. Depois de citar parte da matéria ele ainda recomenda que as pessoas leiam ela por completo. 

O portal G1 através da página Fato ou Fake desmentiu um relatório que circulava nas redes sociais afirmando ser oficial do Reino Unido. Na mensagem falsa dizia: “Uma comparação de relatórios oficiais do governo sugere que os totalmente vacinados estão desenvolvendo a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida muito mais rápido do que o previsto”. Segundo o G1, ela foi colocada no site conspiracionista beforeitnews.com, que publica textos dizendo que as vacinas rastreiam os vacinados e que milhões de pessoas morreram com as vacinas.

Os políticos e cientistas ressaltam em suas redes sociais o perigo da fala de Bolsonaro. Daniel Dourado médico e pesquisador disse em seu twitter, “Não existe NENHUMA possibilidade de vacina causar AIDS. ZERO. Qualquer que seja a vacina. É isso que precisa ser divulgado de forma clara e direta”. A ex-deputada federal do Brasil, Manuela D’Ávila, também se pronunciou dizendo que o  presidente segue com o projeto de  morte, espalhando fake news absurdas.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD