Brasil confirma dois novos casos da doença da vaca louca

Doença perigosa e neurodegenerativa

1 min de leitura

O Brasil confirmou dois casos da doença da vaca louca ou Encefalopatia Espongiforme Bovina (EBB), neste fim de semana, um em Belo Horizonte e um em Mato Grosso, o que culminou com a suspensão temporária de exportação de carnes para a China. Estes são o quarto e o quinto caso em mais de 23 anos de vigilância sanitária sobre a doença. De acordo com o Ministério da Agricultura, os casos são atípicos, ou seja, se originaram no organismo do próprio animal com idade avançada e são menos perigosos para o rebanho.

Já a vaca louca clássica se manifesta após a ingestão de alimentos contaminados e infecta os animais mais novos, deixando-os mais agressivos, daí o nome da doença. O Ministério da Agricultura diz que não há risco no país para a compra ou consumo de carne contaminada.

Em humanos, a doença da vaca louca é neurodegenerativa e, assim como nos animais, pode se desenvolver no próprio organismo ou a partir do consumo de carne contaminada. Alguns dos sintomas são a perda da memória e da capacidade de fazer movimentos coordenados e a evolução da doença é rápida, levando quase sempre à morte.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.