/

Brasileiros e argentinos disputam em filas para abastecer na Argentina

Segundo donos de postos argentinos, o número de brasileiros abastecendo chega a 90% dos atendimentos diários

Começar

Com o valor da gasolina aumentando consideravelmente no país, brasileiros estão cruzando a fronteira da Ponte Tancredo Neves e  se deslocando até Puerto Iguazu (Porto Iguaçu), na Argentina, para abastecer. 

O município argentino é ligado ao Brasil por Foz do Iguaçu, no Paraná, e tem postos de combustíveis com gasolina custando quase metade do preço.

Os postos argentinos foram pegos de surpresa com a alta procura e segundo o dono de um desses locais que concedeu entrevista para o portal G1, até filas dividindo brasileiros e argentinos estão sendo feitas. Os consumidores “hermanos” temem pela falta de combustível no município, o que os faz enfrentar filas levando gasolina até em galões.

Fila de brasileiros abastecendo em postos argentinos Foto: Giovani Zanardi/RPC

Em filas que levam até mais de duas horas para o atendimento, brasileiros encontram gasolina na Argentina pelo valor equivalente a R$3,10. Segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), do outro lado da fronteira, na cidade de Foz do Iguaçu (Brasil), o preço médio da gasolina chega a R$ 6,14 o litro.

A procura é tanta que a maioria dos postos argentinos aceitam o pagamento em Real. Os brasileiros que cruzam a fronteira para abastecer tem de fazer teste para covid-19 ao entrar no país vizinho. 

No Brasil, em estados como Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Tocantins o valor da gasolina já ultrapassou R$ 7,00 sendo o registro mais alto no Rio Grande do Sul com o litro por R$7,88. Foram onze aumentos de Janeiro de 2021 até a ultima sexta feira dia 29 de outubro de 2021.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD