//

Denúncia: medicamento para pacientes com diabetes está em falta em Belém

Começar

Nesta quarta-feira, 27, recebemos a denúncia da seguidora do BT, Fernanda Uliana, sobre a falta de insulina nos postos de Saúde de Belém e no Centro de Especialidades Médico Odontológico (CEMO) para pacientes que realizam controle da diabetes pelo SUS.

Fernanda relatou que esta não é a primeira vez que a falta de insulina ocorre, e que o medicamento está irregular, desta vez, desde o mês de setembro.

Medicamento Humalog, usado por Fernanda e que estaria em falta. Imagem: Arquivo pessoal

Segundo Fernanda, tanto ela quanto outros pacientes que recebem os insumos pelo CEMO entram em contato diariamente com o local para saber se o medicamento já encontra-se disponível e a resposta tem sido a mesma: que entrem em contato outro dia, pois a medicação está em falta e não há previsão de chegada.

O fornecimento é garantido através da lei nº 11.347/2006 e o procedimento da gestão municipal ocorre através de solicitação administrativa.

O uso da insulina é de extrema necessidade para os portadores de diabetes, já que seu organismo não possui a função de produção de insulina de forma natural. A ausência de insulina no organismo a longo prazo causa diversos danos e comorbidades, fazendo com que a qualidade de vida e bem-estar também sejam prejudicadas.


Segundo Fernanda, atualmente Belém não possui em estoque para fornecer aos usuários as insulinas de ação ultra-rápida, que funcionam para amenizar e equilibrar casos de hiperglicemia e metabolizar os carboidratos das refeições.

“Não há previsão para que chegue o medicamento, então não há previsão para qualidade de vida e bem-estar de diabéticos no município de Belém?”

Fernanda Uliana, paciente

“Sempre passamos por este tipo de situação. Eles dizem que acaba antes do previsto porque novas pessoas entram com pedido de recebimento. Não seria algo que deveria ter uma folga mínima de estoque? Ou que o contrato da gestão anterior não foi pago e a empresa não tá mais fornecendo, ou simplesmente que a licitação atrasou”, revela.

Segundo Fernanda, no início do ano os pacientes enfrentaram o mesmo problema: “Em fevereiro deste ano teve esta mesma situação. Já veio regularizar completamente em junho praticamente. Mas isso não é característica somente dessa gestão, a gestão antiga, já passava por isso. Sempre ocorreu” , conclui.

A Diabetes é causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo.

O BT entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde – Sesma, que informou em nota:

A Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma) informa que o estoque das insulinas Degludeca, NPH, Regular, e também de Metformina 500 mg e Gliclazida estão com o fornecimento regular nas unidades da rede municipal de saúde. A Sesma ressalta, porém, que algumas insulinas análogas estão em falta, mas em processo de aquisição. Já as insulinas Metformina de 850 e a Glibenclamida já foram adquiridas, mas estão com pendência de entrega do fornecedor. A Sesma reforça que todas as providências administrativas já foram tomadas para regularizar o estoque desses medicamentos.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD