//

Disparo criminoso contra pássaros: padre diz que está fazendo caridade para a população

Em áudio divulgado nas redes sociais, o padre diz que o odor das fezes das aves causa incômodo e ironiza sobre fogos "Pistola nunca matou urubu"

Começar

Vídeo mostra homem atirando contra pássaros em árvore, na cidade de Abaetetuba. O  vídeo que está circulando nas redes sociais, com a narração de um morador indignado, mostra um ataque de fogos de artifício na direção de uma árvore que fica localizada na frente de uma igreja católica do município. Segundo informações de moradores, os padres da igreja estão ordenando acabar com o ninho que se formou na árvore.

Veja o vídeo:

Vídeo divulgado nas redes sociais

O padre João Raimundo se manifestou em áudio dizendo que não sabe porque estão “atacando a igreja”, mas no mesmo áudio, ele deixa claro que tem participação nas ações e apoia o movimento contra os pássaros.   

Segundo o padre João, ele só quer que os urubus se “mudem”, e justifica que o local fica fedendo.  “O pessoal que entra no  escritório “são” cagados, eles levam as fezes do urubu no sapato e fica aquele odor horrível”, diz o padre sobre as aves.  Ele explica também que a pistola não chega lá, e que a intenção não é matar. “A pistola não vai matar porque nunca matou urubu. Há anos se solta foguete aí”, diz o padre amenizando o ataque aos animais com foguetes.  

Dentre muitas outras falas que declaram o incômodo e esforço do padre em acabar com os animais do local, ele conclui que está só defendendo crianças e seus funcionários, e que se ninguém fizer alguma coisa, “terão que fechar o escritório”. E ainda conclama o “povo de Deus” pra se manifestar e diz que o que está fazendo é uma “caridade”. O padre finaliza acusando também as árvores do local que, segundo ele, também ameaçam às pessoas e sugere que as árvores sejam retiradas da praça. 

Ouça o áudio completo:

O que os fogos de artifício fazem com os pássaros? 

Bem diferente do que o padre afirma, os pássaros morrem sim sob a ação de fogos de artifício e de uma forma bem dolorosa. Segundo a médica veterinária, especialista em animais silvestres, Juliana Miranda, os fogos de artifício além de ser como uma bomba para a audição dos animais que é muito mais sensível do que a nossa, resulta na morte das aves. “Os fogos de artifício causam um estresse, um susto, e os animais acabam vindo a óbito por ataque cardíaco. A audição das aves é muito mais  sensível que a nossa”, afirma Juliana. Outra coisa que ressalta a médica veterinária é que as árvores são o habitat natural das aves e elas fazem parte de um ecossistema que mantém a saúde do meio ambiente. “A gente tem que pensar que as aves também são polinizadores, elas vão dispersar essas sementes em outros locais, o que vai gerar novas árvores e garantir a recuperação da natureza”, conclui Juliana. 

Entramos em contato com a Secretaria de Meio Ambiente de Abaetetuba, e até agora não obtivemos resposta. 

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD