/

Ditadura militar: Bolsonaro pediu que Enem chamasse o Golpe de 64 de ‘revolução’

Exame será realizado neste domingo, 21, e no próximo, 28

Começar

Segundo reportagem da Folha de São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu ao ministro da Educação, Milton Ribeiro, que o Golpe Militar de 1964 fosse citado como “revolução” em questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Ribeiro chegou a comentar o pedido com membros do MEC e também do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), órgão responsável pela elaboração do Enem, mas a ordem não foi adiante.

Entusiasta da ditadura militar e crítico do Enem, Bolsonaro polemizou ao dizer que o exame estava ficando “com a cara do governo”. Segundo a reportagem, a situação tem preocupado servidores, que relatam receio com perseguições ou punições se questões da prova desagradarem o chefe do Executivo.

O primeiro dia do Enem acontece neste domingo, 21. Já o segundo dia da aplicação da prova é no outro domingo, dia 28.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD