/

Durante viagem, Bolsonaro diz que vai saltar de paraquedas em Brasília para mostrar aeronave KC-390 aos árabes

Presidente fará visita aos Emirados Árabes, Bahrein e Catar em busca de investimentos dos países do Golfo Pérsico.

Começar

O presidente Bolsonaro (sem partido), está em viagem ao Oriente Médio com uma comitiva que conta com a primeira dama, Michelle Bolsonaro, e dois de seus filhos, o senador Flávio  e o deputado federal Eduardo Bolsonaro.

Bolsonaro em Dubai, nos Emirados Árabes Foto: Alan Santos/PR reprodução: internet

Ao conversar com jornalistas, o presidente falou sobre as questões envolvendo a compra de aviões da Embraer por parte da Força Aérea Brasileira – FAB. 

De acordo com Bolsonaro, não é possível adquirir as 28 unidades da aeronave multifuncional KC-390. O contrato foi firmado em 2014.

O Embraer C-390 Millennium é uma espécie de aeronave multifuncional que foi projetada com foco no mercado de exportação e se tornou uma das estrelas da indústria de defesa do Brasil. Aeronáutica tentava desde abril modificar acordo que prevê a compra dos aviões, por R$ 14 bilhões em valores atualizados. Na época de fechamento do contrato, o preço era de 7, 2 bilhões.

Por questões financeiras, o número de aeronaves compradas seria reduzido de 28 para 15, diminuindo em 25% o valor dos contratos. 

“Conversei com o comandante da Força Aérea, brigadeiro Baptista, e não tem como comprar tudo aquilo. Nós temos que ter uma frota que nós possamos mantê-la operacional. E você não pode comprar um avião como se compra um carro e botar na garagem. Ele tem que se movimentar. Isso custa caro” – Disse Bolsonaro 

Segundo informação fornecida pelo site Metrópoles, Bolsonaro declarou aos jornalistas que faria um pouso com um KC nos Emirados Árabes, porém a operação foi cancelada. Em compensação, o presidente disse que está previsto um salto no Lago Paranoá, em Brasília, para “mostrar o produto”, no caso os aviões, aos árabes.

“Sou paraquedista. Qual o objetivo disso? Mostrar o nosso produto. Pela minha idade, eu não posso mais pousar em solo porque eu posso ter uma fratura”, detalhou.

Abordando toda a viagem, Bolsonaro passará pelos Emirados Árabes Unidos (Dubai), Bahrein (Manama) e Catar (Doha), com o objetivo de buscar investimentos dos países do Golfo Pérsico.

Também fazem parte da comitiva, os ministros Paulo Guedes (Economia), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Braga Netto (Defesa) e Carlos França (Relações Exteriores) e os secretários Flávio Rocha (Assuntos Estratégicos) e Mário Frias (Cultura).

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD