/

Novo golpe: em Belém, criminosos roubam perfis de Instagram e aplicam golpes financeiros em seguidores

Começar

Um golpe que está se tornando recorrente em Belém é o roubo de contas no Instagram. Vítimas relatam que criminosos têm se apropriado de seus perfis na rede social e aplicado golpes financeiros em seus seguidores. Dezenas de pessoas que seguem os perfis invadidos caíram nos golpes dos criminosos, acreditando estarem comprando produtos anunciados e tiveram grandes prejuízos financeiros. 

Duas empresárias que tiveram as contas de suas empresas invadidas conversaram com o BT e explicaram como tudo aconteceu. Depois disso, uma delas revelou que o golpista ofereceu a conta de volta pelo valor de R $1.000 reais. Juliana Avanzini, proprietária da loja Bardot, também teve o perfil pessoal roubado. No perfil da loja, os golpistas fizeram o anúncio falso de venda de um Iphone por um valor muito abaixo do mercado e clientes de Juliana caíram no golpe financeiro.

 

Print da conversa de Juliana com o criminoso. Reprodução/Instagram

Print da conversa de Juliana com o criminoso. Reprodução/Instagram

Print da conversa de Juliana com o criminoso. Reprodução/Instagram

Ela conta que foi tudo muito rápido e o roubo dos perfis do Instagram aconteceu quando ela estava viajando. “Estava em uma viagem, em um cruzeiro com meu esposo, o sinal não era bom o tempo todo, mas enquanto estávamos parados em Búzios eu conseguia sinal. Nesse momento em que manuseei o instagram eu vi que existia um story da Loja Bardot, rapidamente fui verificar e vi a postagem do Iphone; eu entrei em desespero ligando para amigos e postando sobre o acontecido no meu (Instagram) pessoal”, relata. 

Logo em seguida, os criminosos roubaram o perfil pessoal de Juliana. “Em seguida apagaram minha postagem no story do meu pessoal e fiquei sem sinal. Os mesmos cancelaram minha linha (telefônica) na (operadora) Claro e puseram a mesma para pré-pago, tendo acesso aos sms e links, email, e minhas contas bancárias sendo bloqueadas. (O WhatsApp) era a única coisa que eu tinha controle, mas somente roteando a internet”, revelou.

Luciane Borges, é dentista e tem uma clínica com especialidade em harmonização facial e teve o perfil profissional invadido. Ela conta que tudo aconteceu logo após seu celular ficar sem sinal. “Eu imediatamente desconfiei que seria um golpe, porque outras pessoas conhecidas caíram em um golpe parecido, onde o celular saiu de linha. Então quando liguei (no wifi), a primeira coisa que eu fiz foi entrar no instagram; Apareceu a mensagem de que eu havia sido desconectada do meu próprio instagram. Em seguida, tentei entrar no meu e-mail e também tinha sido deslogado”, relembra.

Conta profissional de Juliana que foi roubada

Luciane começou então a informar seus contatos por Whatsapp sobre a invasão da conta, para evitar que caíssem em algum golpe, mas não conseguiu evitar que os criminosos fizessem vítimas. “Começaram a postar no instagram fotos de Iphone 12 para venda no valor de R $4.200 reais. Acredito que uma média de 10 pessoas ou mais caíram no golpe”. 

Vítima dos criminosos

Vítima dos criminosos

Vítima dos criminosos

As duas situações são muito semelhantes. Primeiro a pessoa fica sem sinal no celular e quando consegue um sinal de internet, percebe que sua linha telefônica foi cancelada e sua rede social, e-mail e até aplicativos bancários foram invadidos. Outro detalhe é que tanto Luciane quanto Juliana, além de outras pessoas que sofreram o golpe, eram clientes da operadora de telefonia Claro. Os golpistas também conseguiram abrir uma conta na instituição financeira Dotz em nome das vítimas. 

Além dos prejuízos financeiros, as empresárias também lamentam o prejuízo com a credibilidade diante dos seguidores e clientes. “A gente perde um pouco da nossa credibilidade, da nossa imagem, porque algumas pessoas acreditam ser eu mesma. Algumas pessoas foram até o prédio comercial onde eu trabalho, pedindo para ter acesso ao meu consultório porque acreditavam que era eu”, lamentou Luciane.

“Não vejo somente os danos que eu tive, mas nas pessoas que infelizmente caíram no golpe, pois pra mim o dano maior foi a credibilidade e a imagem vinculada a mim. Pessoas cobrando por algo que eu também fui vítima, infelizmente”, disse Juliana.

Juliana está aguardando respostas do Instagram e da instituição financeira Dotz. Luciane diz que registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Crimes Virtuais de Belém e pretende, junto com mais duas colegas dentistas que também foram vítimas, entrar com uma ação judicial contra a Claro e o Dotz. 

Após todo o transtorno por conta do ocorrido, Juliana Avanzini deixa um recado: “Tomem cuidado e, antes de mais nada, se certifiquem do que você está fazendo. As vezes o “barato sai caro”. Esteja seguro antes de realizar qualquer transição (de valores que estejam abaixo do mercado).

Nós tentamos contato com a operadora Claro e aguardamos retorno.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD