////

Envolvidos em morte de pirarucu ameaçado de extinção são intimados pela polícia

Começar

Moradores do condomínio de luxo Lago Azul mataram um pirarucu a golpes de enxada. Nas imagens que circulam na internet, os homens tiram o animal que foi pescado do lago e o ex-vereador e ex-candidato a prefeito de Ananindeua, Carlos Begot, começa a golpeá-lo.

Imagem/Reprodução

O caso aconteceu no último domingo, 23. No local há um lago para pesca “esportiva”, voltado para a prática de pesque e solte. No condomínio também mora o governador do estado, Helder Barbalho.

Imagem/Reprodução

Órgãos ambientais

De acordo com o Ibama, até 31 de maio a pesca de Pirarucu é proibida, em função do período de defeso, que é quando o peixe se reproduz, e esse período é o que garante a perpetuação da espécie na natureza, além da sustentabilidade da prática pesqueira na região.

A pesca durante esse período é um crime ambiental, com multa que vai de R$700 até R$1000 reais e acréscimo de 20 reais por quilo de animal pescado. No entanto, a legislação não se aplica quando se trata de animais criados em cativeiro, o que pode ser o caso do animal morto no Lago Azul.

A Secretaria de Meio Ambiente de Ananindeua informou que está trabalhando para identificar e autuar os envolvidos no episódio para então tomar as medidas cabíveis. 

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) informou que já tomou conhecimento do fato e que vai notificar o condomínio.

Já a Polícia Civil, por meio da Demapa (Delegacia de Meio Ambiente e Proteção Animal), informou que já foi acionada e está apurando o caso. Os envolvidos foram intimados para prestar esclarecimentos. A Polícia Civil disse ainda que todas as providências cabíveis estão sendo adotadas.

Vídeo: Reprodução/Redes Sociais

Condomínio

Em nota, o condomínio Lago Azul lamenta e censura o episódio e que a pesca predatória é proibida pelo regimento interno, como diz a placa que estava a menos de 5 metros de onde ocorreu o crime ambiental. Ainda segundo a nota, os envolvidos estão sendo identificados e uma reunião com membros do Conselho Administrativo do condomínio será realizada na próxima quarta-feira, 26, para tomar as medidas pertinentes ao caso e prevenir novas ocorrências.

O comunicado diz também que um boletim de ocorrência foi registrado e que o corpo jurídico do condomínio está tomando as medidas pertinentes. 

O pirarucu de água doce está ameaçado de extinção.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD