///

“Estão dentro de patamar aceitável”, diz Queiroga sobre mortes de crianças por covid

Começar

Desde o início da pandemia até o dia 6 de dezembro, 301 crianças morreram em decorrência da covid-19 no Brasil. Uma média de 14,3 óbitos por mês e o equivalente a uma morte a cada dois dias. O Ministro da Saúde Marcelo Queiroga declarou nesta quinta-feira,23, que essa quantidade de mortes está “dentro de um patamar que não implica em decisões emergenciais”.

Apesar de a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já ter atestado a segurança do imunizante em crianças, o ministro afirmou que não há necessidade de decidir com urgência sobre a vacinação neste público. 

Queiroga disse ainda que a espera para decidir sobre a vacinação de crianças é para “levar para os pais e para as mães uma palavra de conforto e de esperança e hoje nós estamos na época do Natal, é uma época propícia para isso”.

Uma consulta pública sobre a vacinação de crianças foi aberta nesta quinta-feira, 23, contrária à recomendação de cientistas, que é de iniciar o quanto antes a imunização no público de 5 a 11 anos.

Queiroga negou que a consulta se trata de uma eleição. “O lugar para se discutir esses temas é aqui no Ministério da Saúde. A consulta pública visa ouvir a sociedade, isso não é uma eleição, isso não é para opinião de grupo de ‘zap’. Nós queremos ouvir a sociedade, inclusive ouvir os especialistas. Nós não podemos ouvir os especialistas nos canais de televisão. O ministério não se guia pelas opiniões que são exaradas nos canais de televisão, embora respeitemos a imprensa”, declarou.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD