/

Ex-Guarda da Santa alega intolerância religiosa após ser expulso da organização

Jairo acredita que foi desligado por levar a Imagem de Nossa Senhora a um terreiro de Candomblé

Começar
Jairo acredita que foi desligado por levar a Imagem de Nossa Senhora a um terreiro de Candomblé
Jairo Tapajós, membro da guarda de Nazaré. Imagem: Reprodução Facebook

O servidor público Jairo Tapajós, de 38 anos, foi membro da Guarda de Nazaré por cinco anos.
Jairo tem em casa uma imagem de Nossa Senhora e fazia peregrinações com ela. O servidor público recebeu um convite para levar Nossa Senhora para o terreiro de Candomblé da Mãe de Santo Mametu Nangetu.


As homenagens aconteceram no local em 26 de setembro, dia de Cosme e Damião. Segundo a Mãe de Santo, um momento de fé e alegria.


Segundo Jairo, a visita teve como consequência a sua expulsão da guarda de Nazaré. O servidor público disse em entrevista ao jornal do SBT que foi chamado para uma reunião no setor jurídico da Guarda de Nazaré onde lhe disseram que ele estaria fazendo ações que não seriam legais em suas peregrinações. O servidor acredita que foi desligado por intolerância religiosa.

O Belém Trânsito entrou em contato com a guarda de Nazaré por telefone que disse que por enquanto não iria se pronunciar sobre o caso.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD