//

Ex-secretário de Zenaldo é denunciado por superfaturar respiradores na pandemia

Começar

O Ministério Público do Pará recomendou a condenação de Sérgio Amorim, ex-secretário de saúde de Belém por fraude licitatória e associação criminosa. A decisão parte de um inquérito da Polícia Civil que investiga a compra de respiradores pulmonares pela prefeitura de Belém na gestão de Zenaldo Coutinho, junto à GM Serviços Comércio e Representação. 

Sérgio Amorim e Zenaldo Coutinho

O Ministério Público também recomendou a condenação de Genny Missora Yamada, dona da GM Serviços, e Raimundo Teixeira de Macedo, dono da Macedo Hospitalar, por sonegação fiscal e associação criminosa.

Os ventiladores pulmonares foram comprados por Zenaldo Coutinho e Sérgio Amorim no mês de março de 2020 pelo valor de R$ 260 mil cada, mais que o dobro do valor que outras prefeituras do país estavam pagando pelo equipamento. Na época, foi descoberto que na sede da empresa,em Ananindeua, havia apenas a placa de uma gráfica digital.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD