//

Homem agride funcionário de restaurante que exigiu comprovante de vacinação em Alter do Chão

Começar

Um funcionário do restaurante “Do Italiano”, localizado em Alter do Chão, em Santarém, no Oeste do Pará, foi agredido por um homem identificado como Pablo Aguillar, chileno morador da região, que tentava entrar no local e se recusou a apresentar o comprovante de vacinação contra Covid-19.

A exigência do comprovante de vacinação em ambientes públicos em todo o estado do Pará é obrigatória desde o dia 6 de dezembro, por decreto do governo do estado, Decreto Estadual No 2.044/2021.

Momento em que o homem tenta entrar no estabelecimento

O vídeo que circula pelas redes sociais, mostra o homem tentando entrar no local, e ao ser impedido, dá um soco no rosto do funcionário. Em seguida, o homem entra no estabelecimento.

Momento da agressão. Imagem: Reprodução

Logo após o ocorrido, a proprietária do local, Fátima Viana, exigiu a saída do agressor do local.
Na manhã de hoje, 16, um Boletim de Ocorrência foi registrado na delegacia de Alter do Chão contra o agressor.

Os restaurantes da região se mobilizaram repudiando o caso. Um documento será enviado ao poder público solicitando que sejam adoradas medidas de apoio aos restaurantes e similares na fiscalização do uso do passaporte vacinal e maior divulgação por parte do governo dessa exigência.

Juana Galvão, proprietária de outro estabelecimento, o Ty Comedoria, ressaltou que “Não podemos sozinhos enfrentar essa resistência de algumas pessoas que não respeitam o decreto municipal. Precisamos de apoio”.

Em nota, a comunidade de empresários de Alter do Chão declarou que de forma geral, não se sente apoiada pelo poder público: “A sua ausência, principalmente em campanhas de conscientização efetivas e fiscalização, têm deixado o peso do controle sob a responsabilidade total dos empresários.”

Também em nota, o restaurante “Do Italiano” afirmou que “desde o início da pandemia o Restaurante Do Italiano tem sido alvo de diversas críticas via mídias sociais e agressões verbais, por seguir os protocolos e cobrar de todos os seus clientes o cumprimento dos Decretos.
Buscamos ser exemplo para a comunidade local, trabalhando arduamente para manter a Vila de Alter do Chão protegida, pois entendemos que é nosso papel como cidadãos e empresários proteger nossa equipe, nossos clientes e a comunidade no geral.”

Confira o vídeo do momento da agressão.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD