/

Justiça afasta Sérgio Camargo da Fundação Palmares

Sérgio Camargo está proibido de nomear, exonerar e transferir servidores e também de intimidar pessoas através das redes sociais.

Começar

A Justiça determinou o afastamento de Sérgio Camargo do cargo de gestão de pessoas da Fundação Palmares, proibido de nomear e exonerar funcionários, nesta segunda-feira,11. A decisão do juiz do trabalho Gustavo Carvalho Chehab, da 21ª Vara do Trabalho de Brasília ainda proíbe as manifestações em redes sociais, nos perfis da Fundação Palmares e de Camargo em desfavor de trabalhadores, ex-trabalhadores, testemunhas da ação, representantes da Justiça e imprensa

O Ministério Público do Trabalho pediu o afastamento do cargo em agosto deste ano, por denúncias de assédio moral, perseguição ideológica e descriminação contra funcionários da instituição.

O juiz estabeleceu uma multa diária de R $5 mil, caso as ordens sejam descumpridas. O twitter ainda deve fornecer mensagens postadas desde novembro de 2019, mesmo que apagadas. 

Gustavo Carvalho afirma que as decisões são para impedir práticas abusivas, fundamentadas em motivos ideológicos, raciais, partidários, discriminatórios e assédio moral.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.