/

Navio Cisne Branco da Marinha Brasileira colide em ponte no Equador

Um rebocador equatoriano tentou ajudar, mas acabou virando.

Começar

O Navio Veleiro Escola Cisne Branco da Marinha do Brasil colidiu com uma ponte de pedestre nesta segunda-feira, 18, por volta das 15 horas, no Rio Guayas, em Guayaquil, no Equador.  A colisão possivelmente aconteceu devido à forte correnteza no rio Guayas, afirma a Marinha Brasileira.

A ponte em que a embarcação ficou presa tem uma passagem para navios, ao bater o navio chega  se inclinar, como mostra no vídeo registrado no momento do acidente. Um rebocador equatoriano tentou ajudar, mas acabou virando. No rebocador haviam tripulantes das forças armadas. De acordo com a Marinha do Equador, ninguém se feriu.

Os agentes conseguiram executar uma barreira de emergência e impediu que combustíveis e materiais poluentes vazassem e colocassem em risco a biodiversidade do rio. O rio Guayas é localizado na maior cidade do país, Guayaquil, que tem o porto principal do Equador. 

Em nota, a Marinha Brasileira diz que visivelmente a causa do acidente foi a correnteza que fazia no rio, mas que ainda está apurando o acidente. Segundo ela, o navio Cisne Branco encontra-se fundeado em segurança, aguardando disponibilidade de um desembarcadouro para atracação em Guayaquil, onde serão avaliadas as condições de material, mais detalhadamente. 

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD