/

Padre prega “anti-comunismo” em missa na Basílica de Nazaré

O padre falava sobre Igualdade e igualitarismo durante a missa e citou o "comunismo". Ainda durante a transmissão, a criticas surgiram na página em que acontecia a transmissão.

Começar

Durante a missa das 18 horas, realizada na noite de ontem, 26 de dezembro, na Basílica de Nazaré, em Belém, o Padre Francisco Maria Saraiva, fez um discurso sobre “igualdade e igualitarismo” no qual cita o “comunismo”.

O padre falava sobre o poder e a beleza da adoção quando discursou sobre como, segundo ele, igualdade e igualitarismo, não querem dizer a mesma coisa, ele cita como exemplo o discurso do comunismo:

“Igual não quem dizer semelhantes, igual quer dizer uma relação entre diferentes.”

“Igualitarismo é colocar em uma forma todos os seres de uma espécie. Por exemplo, vamos dizer, deus nos livre e guarde, que os comunistas dominem o Brasil como dominam Cuba e como dominam a China, e ele tomam a seguinte decisão: quem não tiver 1,70, porque todos tem que ser iguaizinhos, os que não tiveram 1,70, tem ser esticados até atingir 1 metro e 70. E quem passar de 1 metro e 70, será cortado até atingir 1,70 para ficar todo mundo igualzinho. Perceberam a diferença que existe entre igualdade e igualitarismo? Cuidado, igualitarismo é perigosíssimo porque é tirânica atenta contra as leis divinas e as humanas. Muitos massacres foram feitos em nome do igualitarismo”

O discurso que se estende pelo resto da missa, foi criticado por pessoas que viam a missa ao vivo online pelo YouTube.

O vídeo foi compartilhado também via redes sociais, pelo jornalista Marcio Lins que perguntou a opinião das pessoas sobre as palavras do sacerdote.

As criticas ao discurso também foram criticadas por quem via o corte do vídeo.

O BT entrou em contato com a assessoria da Basílica de Nazaré aguarda uma declaração oficial sobre o caso.

O vídeo completo da missa celebrada na noite de ontem pode ser visto pelo link:

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD