//

Pará celebra 187 anos da Revolução da Cabanagem e Belém tem programações gratuitas

Começar

Nesta sexta-feira, 7 de janeiro, é celebrado os 187 anos da Revolução da Cabanagem. Na madrugada do dia 6 para o dia 7, em 1835, ocorreu a tomada do poder da cidade de Belém e foi instituído o governo Cabano. Camadas populares, insatisfeitas com a opressão sofrida, se uniram em busca de dignidade e liberdade.

Vários grupos, entre indígenas, camponeses, ex-escravos e membros da elite, se uniram contra o reinado português de Dom Pedro I. A revolução iniciou em 1823 e durou até 1840. Esta é considerada a revolta mais marcante da história do Pará e, por muitos historiadores, como o maior movimento popular do Brasil.

Em 1940 a Cabanagem foi sufocada, mas hoje, é motivo de inspiração para o povo paraense. 

Memorial da Cabanagem. Foto: Ricardo Anajás

Programação Cultural

De hoje (7), até o dia 14 de janeiro, programações gratuitas estarão disponíveis para a população em comemoração aos 187 anos da Cabanagem e o aniversário de 406 anos de Belém. 

  • No Arquivo Público do Pará, de 07 a 31 de janeiro, acontece a exposição “Reflexos Cabanos na Cidade de Belém”, sempre das 09h às 15h. 
  • Nos dias 7 e 8, às 20h, no Museu do Estado do Pará (MEP), o Grupo Palha apresenta o espetáculo “Batista”.
  • Também no dia 07, às 20h, será realizado o show “Cabano”, com o cantor Rafael Lima, no Teatro Estação Gasômetro. No dia 08, às 19h, o cantor faz reapresentação do show, na Estação Cultural de Icoaraci. 
  • No Memorial da Cabanagem, no Entroncamento, vai acontecer no dia 11 a aula “A Cabanagem em debate: Memórias e Análises”, com servidores do Arquivo Público, às 9h30.
  • Nos dias 11,18 e 25 o ateliê do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas promove oficinas de animação “Flipbook, imagens que falam” e “Pixelation, contando história”, das 10h às 11h30.
  • No dia do aniversário de Belém, 12 de janeiro, às 20h, vai ter no Theatro da Paz a apresentação da 9ª Sinfonia de Beethoven apresentada pela Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP). O evento também é gratuito e os ingressos serão distribuídos 2 horas antes do evento.
  • No dia 14, a partir das 18h, haverá a reabertura do museu de Arte Sacra com a exposição ” Belém periférica: sonora e noturna”, na Galeria Fidanza e a apresentação da OSTP, às 19h, com a Missa Cubana, na Igreja de Santo Alexandre.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD