/

Pará decreta luto oficial pela morte de Sebastião Tapajós. Artista morreu ontem em Santarém

Tapajós estava internado desde a última quinta-feira em um hospital de Santarém e faleceu ontem, 02.

Começar

O Governo do Estado decretou luto oficial de três dias pela morte do violonista Sebastião Tapajós. O consagrado artista, natural de Alenquer, ficou mundialmente conhecido por sua música. Tapajós tinha 79 anos e morreu vítima de um infarto agudo no miocárdio ontem, em um hospital particular de Santarém. 

Na última quinta-feira ele foi submetido a uma cirurgia e recebeu alta ontem no início da noite, mas, quando voltava para casa sofreu um ataque cardíaco. Ele chegou no hospital ainda com vida e foi encaminhado para a reanimação, onde ficou por mais de 40 minutos, sem sucesso.

Sebastião Pena Marcião começou a tocar violão quando criança em Santarém. Adulto, fez carreira no Brasil e na Europa e tocou com músicos nacionais e internacionais e gravou mais de 60 CDs. Recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade do Estado do Pará (Uepa) e pela Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa).

A Câmara Municipal de Santarém emitiu nota oficial sobre a morte de Tapajós: “O legislativo santareno reconhece o talento e o valor desse artista para a cultura santarena, que, com seu trabalho, levou o nome da Pérola do Tapajós para vários continentes. E foi em terras mocorongas que Sebastião Tapajós escolheu para viver seus últimos dias, ficando a gratidão do nosso povo”. 
A Secretaria de Cultura do Estado também lamentou a morte do violonista: “O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), lamenta a morte do músico Sebastião Tapajós, um dos mais talentosos violonistas do mundo”.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.