//

Petrobras desmente Bolsonaro sobre redução no preço dos combustíveis

Começar

Nesta segunda-feira, 6, a Petrobras veio a público desmentir o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL).

Em entrevista concedida ao site Poder360, Bolsonaro afirmou que a empresa iniciaria um processo de diminuição de preços dos seus produtos. “A Petrobras começa nesta semana a anunciar redução no preço do combustível”, afirmou o presidente, em publicação do último domingo, 5.

Mas nesta segunda, a empresa emitiu uma nota para dizer o contrário do que afirmou Bolsonaro, informando que não antecipa as decisões sobre o preço dos combustíveis.
“A Petrobras monitora continuamente os mercados, o que compreende, dentre outros procedimentos, a análise diária do comportamento de nossos preços relativamente às cotações internacionais. A Petrobras não antecipa decisões de reajuste e reforça que não há nenhuma decisão tomada por seu Grupo Executivo de Mercado e Preços que ainda não tenha sido anunciada ao mercado”, diz o posicionamento da empresa.

Não é a primeira vez que Bolsonaro opina sobre os combustíveis, dando a entender que é informado sobre a oscilação de preços praticados pela Petrobras. Em novembro, na Itália, o presidente havia afirmado que a empresa aumentaria os valores da gasolina, do etanol e do diesel. “A Petrobras anuncia, isso eu sei extraoficialmente, novo reajuste em 20 dias”, afirmou na ocasião. Por causa dessas declarações, o presidente entrou na mira do Comitê de Valores Mobiliários, a CVM, que quer entender se o presidente usa o cargo para influenciar no preço das ações da companhia, que tem seus papéis listados na Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, e nos Estados Unidos.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD