/

PM usa golpe que matou George Floyd em mulher que estava com uma criança no colo

Começar

Uma mulher com uma criança no colo foi vítima de uma abordagem da Polícia Militar, na avenida João Pinheiro, no município de Itabira, Minas Gerais. Os agentes utilizaram o golpe que matou George Floyd em maio de 2020. O caso aconteceu na noite de sexta-feira (5), e vem causando revolta nas redes sociais. 

A jovem estava com duas crianças, uma no colo e outra um pouco maior que estava abraçada em sua cintura. Os agentes imobilizaram a moça jogando ela no chão e pressionaram o joelho contra o pescoço da mulher , enquanto ela estava com a criança em seus braços. 

O jornalista Afonso Borges compartilhou as imagens nas redes sociais. 

O prefeito da cidade, Marco Antônio Lage (PSB), se manifestou diante da ação policial e cobrou uma apuração rigorosa sobre o ocorrido. “Com a responsabilidade de prefeito municipal, manifesto minha repulsa diante das imagens de uma abordagem policial, ocorrida no início da noite em Itabira. As lamentáveis cenas que já circulam em redes sociais e sites de notícias de todo o país precisam ser apuradas com rapidez e rigor. Este não é o procedimento padrão das nossas escolas militares e do Comando Geral da Corporação”, afirmou o prefeito.

Em nota, a Polícia  Militar de Minas Gerais informou que prendeu um casal no início da noite de sexta por porte ilegal de arma de fogo e munições. A PM afirma que a mulher foi projetada no ao solo e imobilizada, com uma queda controlada. Segundo a polícia, a criança que estava no colo não sofreu nenhuma lesão.

Caso George Floyd

A morte de um homem negro em Minnesota, nos Estados Unidos, causou uma onda de indignação depois da divulgação de um vídeo que mostra um policial branco ajoelhado no pescoço dele. George ficou cerca de dez minutos imobilizado enquanto o policial mantinha o joelho em seu pescoço e falava repetidamente “não consigo respirar”.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD