/

Professor usa roupas do grupo supremacista branco Ku Klux Klan em escola de SP

O professor foi afastado do cargo e será investigado.

Começar

Um professor de uma escola estadual foi visto andando dentro das dependências da instituição usando uma fantasia semelhante a da Ku Klux Klan, grupo supremacista branco racista dos Estados Unidos.

A imagem passou a circular nas redes sociais no noite de ontem, 20, e viralizou, entretanto, segundo os alunos da instituição, o vídeo foi gravado no dia 8 de dezembro, quando estudantes do terceiro ano do Ensino Médio organizaram um desfile de fantasias no local. 

No vídeo, é possível ver o homem andando pela área externa da escola, próximo a quadra. A aluna vê a cena e dá zoo dizendo não acreditar no que vê.

O deputado estadual Carlos Giannnazi (Psol-SP) afirmou que o homem é sim professor da instituição.

Em nota publicada nas redes sociais, o Grêmio Estudantil e a Atlética da instituição informaram que o professor de História foi vaiado, retirado da quadra pelos estudantes e encaminhado para a direção, onde prestou esclarecimentos sobre o ocorrido. Os grupos discentes ressaltaram que não compactuam com a atitude do docente e repudiam qualquer tipo de preconceito.

Nas redes sociais, foi feita a convocação de um protesto que será feito na frente da escola na tarde de amanhã, quarta-feira, cobrando punição para o envolvido no caso.

Em nota, a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP), informou que abriu apuração sobre o caso e iniciou os trâmites para o afastamento imediato do docente, que é efetivo da escola, até o término da investigação.

Eles afirmam que “A Pasta não admite qualquer forma de discriminação e injúria racial. Com o compromisso de combater casos de racismo, a Seduc-SP trabalha veemente na formação de toda a rede com a Trilha Antirracista, bem como atua na promoção de um ambiente solidário, colaborativo, acolhedor e seguro nas escolas

O que é a Ku Klux Klan?

A Ku Klux Klan (KKK), é uma organização terrorista fundada em uma pequena cidade do Tennessee, Estados Unidos, criado em 1860. O grupo defende ideais como a supremacia branca, o nacionalismo branco e a anti-imigração. No século passado, o grupo foi responsável pela perseguição e assassinato de negros e ativistas de direitos civis, além de ataques terroristas.

Deixe sua resposta

Your email address will not be published.

Fechar AD